top of page
  • Foto do escritorJornal do Juvevê

Terrorismo em Cabo Delgado: “situação deve preocupar a todos”, Dom Juliasse


O Arcebispo de Pemba, Dom Juliasse diz que a violência em Cabo Delgado não deve ser visto apenas como um problema daquele província, deve preocupar a todos moçambicanos, pois os terroristas podem estar espalhados por todo o país.


Já falou antes, mas decidiu reiterar para chamar a atenção de todos…


Dom Juliasse Sandramo diz que o terrorismo nao deve ser visto apenas como problema de Cabo Delgado.


“Penso que é um problema que está no país, que está em Mocambique a sociedade mocambicana deve mobilizar-se toda para enfrentar o terrorismo . O erro grave que pode acontecer é pensar que a luta contra o terrorismo deve tomar lugar apenas em Cabo Delgado, deve tomar lugar em todo o país, porque ha ligacao, nós estamos a lidar com um certo tipo de extremismo, pode ser de cunho religioso, mas é extremismo, é radicalismo e as ideias podem estar a ser difundidas em todo o país”, disse o Arcebispo de Pemba.


Dom Juliasse Sandramo acrescenta que a presença militar, sim, é importante por conta da segurança, mas deve haver uma outra luta.


“A luta de consciencializar para que cada moçambicano tome uma posição clara e lute contra tudo o que propaga o ódio, tudo o que propaga as ideias que podem dificultar a boa convivência entre os moçambicanos”, disse Sandramo .


Por conta dos últimos ataques em Cabo Delgado, milhares de pessoas deixaram as suas aldeias, umas levaram alguns bens, mas outras não. A Igreja Católica e outras organizações estão a trabalhar na vila sede de Chiure para dar assistência, mas o bispo diz que falta quase tudo.


“Os que conseguiram sair daquelas aldeias quando se aperceberam de que os insurgentes vão se aproximando, estes conseguiram organizar alguma coisa para alimentarem-se, levaram um pouco de comida e saíram, mas os que foram surpreendidos e não contavam com a aproximação dos insurgentes saíram sem nada. A alimentação é uma necessidade primeira, junto com a alimentação está também, a saúde e, em geral, as pessoas estão sem tecto, está a chover e há muitos que estão debaixo da chuva”, relatou o bispo.


O arcebispo apela, por isso, ao apoio de todos moçambicanos.


Fonte: Jornal O País (Moçambique)

Foto: Deutsche Welle DW

1 visualização0 comentário

Comments


bottom of page