top of page
  • Foto do escritorJornal do Juvevê

Terminais Vila Oficinas e Barreirinha passam a ter integração temporal com Armazéns da Família e Sacolões

“Estamos tornando mais fácil e econômico o acesso para que as pessoas comprem alimentos de qualidade nos Armazéns e Sacolões. Com certeza fará com que mais pessoas acessem estes espaços”, salientou Ogeny Pedro Maia Neto, presidente da Urbanização de Curitiba (Urbs)


Mais dois terminais passam a contar com integração temporal com Armazéns e Sacolões da Família, tornando ainda mais acessíveis e econômicas as compras nesses locais, que vendem itens de primeira necessidade, produtos de limpeza e higiene pessoal, frutas e hortaliças a preços mais baixos que os praticados no varejo tradicional. A partir desta quinta-feira (16/5), os moradores da Barreirinha e da Vila Oficinas (Cajuru) poderão fazer a integração temporal, entre os terminais de transporte coletivo e as lojas, sem pagar uma nova passagem, pelo período máximo de uma hora.


Com essa nova etapa, já são cinco terminais com integração para os Sacolões e Armazéns. Em outubro do ano passado o sistema foi implantado nos terminais Boqueirão, Pinheirinho e Santa Cândida. Inicialmente com prazo de 30 minutos, eles operam agora com integração de uma hora. O Mercado Municipal Capão Raso também tem integração com o terminal Capão Raso, com prazo de 2 horas.


A integração temporal é um pedido dos moradores do entorno desses terminais feito nas consultas do programa Fala Curitiba. O terminal Vila Oficinas recebe, por dia, 13,5 mil pessoas. O da Barreirinha, 21,3 mil passageiros.


Para a aposentada Ana Maria Guimarães, de 63 anos, moradora do Cajuru, a integração vai ajudar muito. “É muito bom, não precisamos pagar uma passagem a mais. Eu faço compras aqui duas a três vezes por semana”, disse.


O secretário de Segurança Alimentar e Nutricional, Luiz Gusi, ressaltou que o objetivo é garantir o acesso a alimentos para a população.

"O compromisso da prefeitura é assegurar que a população tenha acesso constante a alimentos saudáveis e nutritivos, indo além da mera comodidade. Com a integração sabemos que facilita e muito a vida das pessoas que utilizam os Sacolões e Armazéns da Família", disse Gusi.


Como funciona

A integração nos terminais Barreirinha e Vila Oficinas, com os Armazéns da Família, permite aos passageiros que desembarcam no terminal possam fazer suas compras nos Sacolões que ficam próximos e retornar para o sistema sem ter que pagar uma nova passagem, no período de uma hora e com o cartão-transporte Urbs. Ao sair do terminal, o passageiro tem dez minutos para passar o cartão-transporte no validador localizado dentro do Armazém. A partir dessa etapa, há um prazo de 1 hora para poder fazer suas compras ou utilizar os serviços da região e depois voltar para o terminal e seguir viagem, sem descontar a passagem da volta.


Segundo o presidente da Urbs, a intenção é que a próxima integração temporal seja implantada entre o terminal Centenário e o Armazém da Família Vila Centenário, assim que o mercado popular, que está fechado para obras, volte a funcionar.


FONTE: PMC

FOTO: PEDRO RIBAS/SMCS


2 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page