top of page
  • Foto do escritorJornal do Juvevê

Sicupira é imortalizado em bronze na Praça Afonso Botelho, em Curitiba

"Aqui está eternizado uma lenda do futebol, que deixou um grandioso legado de alegria. E os que vão nascer, digam dos grandes feitos de Barcímio Sicupira", destacou o prefeito Rafael Greca, ao lado do 2º vice-presidente do Club Athletico Paranaense, José Lúcio Glomb, do conselheiro e diretor de Futebol, Márcio Lara, e de diretores da agremiação.

Nesta sexta-feira (10/5), Curitiba celebrou os 80 anos de nascimento de um dos maiores ícones do futebol brasileiro e paranaense, Barcímio Sicupira Júnior (1944-2021), com uma homenagem à altura de sua trajetória. O prefeito Rafael Greca inaugurou a tão esperada escultura de bronze do jogador na Praça Afonso Botelho, em uma cerimônia emocionante que reuniu torcedores, familiares e amigos do saudoso atleta, ídolo do Club Athletico Paranaense.


Com quase 130 quilos de bronze e em tamanho natural, a estátua retrata um dos momentos mais marcantes da carreira de Sicupira: a comemoração de um dos 158 gols que marcou pelo Club Athletico Paranaense, entre 1968 e 1976. Ele é o maior artilheiro da história do clube até os dias de hoje

.

O vice-prefeito, Eduardo Pimentel, enfatizou o exemplo que Sicupira representa para as crianças. "Sicupira é um ídolo de gerações, com uma história memorável, e aqui, imortalizado em bronze, servirá de exemplo”, disse Pimentel.

A escultura em bronze, produzida no Ateliê de Escultura do Memorial Paranista, tem quase dois metros de altura e levou quase um ano para ser criada, com a aprovação e acompanhamento próximo da família do craque.


Segundo o artista Rafael Sartori, responsável pela escultura, ela transmite a energia e a destreza física do jogador em pleno auge de sua forma, destacando-se pela intensidade do movimento.


Na praça, a estátua estará posicionada sobre uma base elevada, possibilitando que o público interaja e tire fotos ao lado do ídolo eternizado em bronze.

Outro momento de muita emoção foi o encontro do prefeito Rafael Greca com Estela Gottardi, irmã do goleiro Alfredo Gottardi, o Caju, ídolo do Athletico nos anos 1930 e 1940.


Legado para o futebol paranaense

Natural da Lapa (PR), Sicupira iniciou sua carreira no antigo clube Ferroviário, em 1962, e posteriormente ingressou no Botafogo, onde atuou ao lado de craques como Garrincha, Zagallo, Nilton Santos e Jairzinho.


Sua jornada no Athletico começou em 1968 e logo em sua estreia, em uma partida contra o São Paulo, Sicupira demonstrou seu talento com um gol memorável de bicicleta, uma das jogadas que se tornaram sua marca registrada. Foi artilheiro nos Campeonatos Paranaenses de 1970 e 1972.


Encerrando sua carreira em 1975, aos 31 anos, Sicupira deixou um legado inigualável, com 158 gols pelo Furacão, mantendo-se como o maior artilheiro da história do clube até os dias atuais.


Fonte: PMC

Foto: Daniel Castellano/SMCS

1 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page