top of page
  • Foto do escritorJornal do Juvevê

Santa Teresa de Lisieux em Curitiba


Curitiba recebe, de 25 a 31 de março, as relíquias de Santa Teresinha do Menino Jesus e da Sagrada Face.


O relicário, uma urna com alguns ossos do corpo da santa, veio da Basílica de Santa Teresa de Lisieux, na França, está percorrendo cidades brasileiras desde 1 de fevereiro e continuará no Brasil até o mês de outubro.


Em Curitiba, os fiéis poderão ver o relicário e participar das celebrações em Igrejas da cidade.


“É um momento histórico e significativo para os devotos de Santa Teresinha do Menino Jesus e da Sagrada Face. Esta peregrinação nos faz sentir mais próximos da santa e fortalece nossa fé”, afirma o diácono Cleverson Teixeira, Coordenador da Comissão Litúrgica da Arquidiocese de Curitiba.


Grande devoção

O frei Anderson Fontes Dias, da Ordem dos Carmelitas Descalços (OCD), faz parte da Paróquia Nossa Senhora das Vitórias, no Boqueirão, e atua na organização da passagem do relicário de Santa Teresinha pela região Sul do Brasil.


Ele lembra que a devoção à Santa Teresinha é muito grande no Brasil. “É difícil encontrar uma Igreja que não tenha a imagem da Santa das Rosas”, afirma. Por isso, a expectativa é de uma mobilização expressiva dos fiéis para ver o relicário.


Devoção ao Menino Jesus

Marie-Françoise-Thérèse Martin nasceu em 2 de janeiro de 1873, em Alençon, na França, e faleceu no dia 30 de setembro de 1897, em Lisieux, com 24 anos de idade.


O frei Anderson lembra que Santa Teresinha entrou no Convento das Carmelitas em Lisieux aos 15 anos e viveu uma vida de humildade e amor a Deus. Devota do Menino Jesus e da Sagrada Face de Cristo, procurou em tudo se assemelhar a Jesus, a quem se referia como "Meu Bem-Amado" ou "Meu Pequeno Rei".


Ela foi canonizada em 1925 pelo Papa Pio XI. Seu predecessor, Pio X, já havia considerado Teresinha "a maior santa dos tempos modernos." Ela é também uma das santas mais populares da Igreja Católica e é conhecida por sua "Pequena Via", uma espiritualidade que enfatiza a simplicidade, o abandono e a confiança na misericórdia de Deus.


Em 1927 foi declarada "patrona universal das missões católicas"; e em 1997, pelo papa João Paulo II, foi proclamada Doutora da Igreja, graças à atualidade do seu testemunho de fé e a atração que seus escritos e espiritualidade exerceram na vida de inúmeros fiéis, mostrando que a vivência do Evangelho é possível a todos.


Locais por onde vão passar as relíquias de Santa Teresinha

A partir das 17h de segunda-feira (25/3) até 16h de terça-feira (26/3)

Carmelo Nossa Senhora da Assunção e São José

Rua Dr. Joaquim Ignácio Silveira da Motta, 540 – Guabirotuba

Missas: segunda, dia 25, às 18h; terça, dia, 26, às 7h, 12h e 15h

Carreata: terça, dia 26, 16h

 

A partir das 17h de terça-feira (26/3) até 16h de quarta-feira (27/3)

Santuário Santa Teresinha do Menino Jesus

Avenida Visconde de Guarapuava, 4.787 – Batel

Missas: terça, dia 26, 17h30; quarta, dia 27, 7h30 e 15h

Carreata: quarta, dia 27, 16h

 

A partir das 17h de quarta-feira (27/3) até 6h de quinta-feira (28/3)

Comunidade Santa Teresinha da Paróquia Profeta Elias

Rua Mandirituba, 1.951 – Sítio Cercado

Missa: quarta, dia 27, 20h

Carreata: quinta, dia 28, 6h

 

A partir das 6h45 de quinta-feira (28/3) até 9h de quinta-feira (28/3)

Santuário Nossa Senhora de Guadalupe

Praça Senador Coreia, 128 – Centro

Missa: quinta, dia 28, 7h30

Carreata: quinta, dia 28, 9h

 

A partir das 10h de quinta-feira (28/3) até 16h de quinta-feira (28/3)

Paróquia Profeta Elias

Rua Nova Aurora, 1.340 - Sítio Cercado

Carreata: quinta, dia 28, 16h

 

A partir das 17h de quinta-feira (28/3) até domingo (31/3)

Igreja Matriz da Paróquia Nossa Senhora das Vitórias

Rua Coronel Luiz José dos Santos, 2.515 – Boqueirão

Missas: quinta, dia 28, 20h; sábado, dia 30, 20h; e domingo, dia 31, 8h, 10h e 19h

16 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page