top of page
  • Foto do escritorJornal do Juvevê

Projeto OCUPAR lança vídeo documentário na Cinemateca


Alunos da Associação de Deficientes Físicos do Paraná (ADFP), têm o papel principal em OCUPAÇÕES documentário registrado durante as ações realizadas em projeto do coletivo NÓ Movimento em Rede, que ocupa de forma poética espaços e corpos em posicionamento político de existência, com exibição gratuita no dia 28 de setembro


Ao longo de praticamente dois anos o coletivo curitibano NÓ Movimento em Rede, com mais de 20 anos de atuação e pioneiro na inclusão de pessoas com deficiência na dança contemporânea brasileira, executou o projeto OCUPAR, com a formação artística continuada para pessoas com deficiência, integrantes do serviço de reabilitação da Associação dos Deficientes Físicos do Paraná (ADFP), bem como uma formação em dança para professores da rede municipal de ensino, a qual discutiu metodologias pensadas a partir da diversidade de corpos.


Idealizado pela artista da dança e professora Lívea Castro, o projeto OCUPAR proporcionou 15 vagas para pessoas com deficiência para uma formação continuada na arte da dança contemporânea. Para Lívea, a experiência com os alunos, além de criar novas perspectivas sobre os corpos e os fazeres das danças, amplia a discussão sobre políticas de direitos humanos na sociedade. "Ocupar para remexer os espaços cotidianos e movimentar paradigmas. Um fluxo que vem da vontade de aguçar corpos, chacoalhar as estruturas e criar abertura nas relações. Possibilitar idas e vindas de pessoas, artes, corpos, mobilizados na alteridade”, revela a artista.


O projeto OCUPAR visa uma ação complexa e em rede que impacta diretamente na criação de autonomia e na visibilidade desses corpos/sujeitos com deficiência na sociedade “num movimento de resistência e apropriação desses corpos e de seus espaços como artistas, a partir da linguagem da dança, apropriação esta que é tanto dos espaços físicos e sociais quanto dos próprios alunos sobre si mesmos e do conhecimento ali gerado”, enfatiza Lívea.


Após uma trajetória que teve início no final de 2021, com diversas ações realizadas em 2022, a última etapa será realizada na Cinemateca com o lançamento do documentário OCUPAÇÕES, dirigido por Andréa Sério. "É ocupar as possibilidades de lugares de pertencimento, é ocupar o lugar de escolha, de criação, de cidadania de todas as pessoas. Nesse caso, o OCUPAR trabalha com a possibilidade de pertencimento do corpo com deficiência como propositor, como artista propositor na dança”, afirma Andréa.


A exibição de Ocupações acontece nesta quinta-feira (28), às 19 horas. O material também vai ser disponibilizado nas plataformas online, criando visibilidade e representatividade desses corpos e contextos no mundo, no site nomovimento.org.


SERVIÇO:


Dia: 28 de setembro

Horário: 19h

Local: CINEMATECA

Endereço: Rua Presidente Carlos Cavalcanti, 1.174, São Francisco

* Evento gratuito e acessível em libras




6 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page