top of page
  • Foto do escritorJornal do Juvevê

Projeto.


No escritório, Aristeu (Almeidassauro):

-Tá bom pra car... véio! Dá uma enriquecida, acrescenta alguma coisa e vamos tentar um projeto. Publica isso.

-Tá louco! Não tenho essa pretensão. Quem sou eu?

No mesmo dia à noite, Júlio:

-Cara! Por que você não arruma um ilustrador e faz um livro desse troço?

-Júlio, eu não tenho essa pretensão. Não sou escritor. Isso é uma coisa nossa.

No dia seguinte Walmor:

-Watson não é pra ganhar dinheiro. Pense em gravar na história, em documentar o que você tá fazendo, nem que seja só para nossas famílias.

-Como assim?

-Essas histórias que você conta. Se não forem de alguma forma registradas vão se perder e são importantes para os personagens, para as pessoas, para a memória.

-Isso só interessa para nós que vivemos esses dias, a nova geração tem seus próprios contos. Além disso, não tem qualidade literária nenhuma.

Encurtando a conversa, esses casos foram contados até aqui sem pretensão nenhuma, “but”... Bora tentar.

Vamos tentar o projeto. O Sérgio topou ilustrar, o Axel talvez faça a diagramação.

Quem sabe? Só que se der certo para quem vou vender? Todos os contos estão aqui neste grupo que é a maioria das pessoas que eu conheço.

He he... Não preciso vender, posso doar.

Watson

27 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Bêbados

Comments


bottom of page