top of page
  • Foto do escritorJornal do Juvevê

Obras do Novo Inter 2 de Curitiba vão movimentar o setor da construção civil no Paraná

“Curitiba está viabilizando investimentos, com fomento na economia e geração de emprego, para promover o desenvolvimento de um de seus maiores ativos, que é o transporte coletivo. O objetivo é melhorar cada vez mais a qualidade de vida do cidadão curitibano”, disse Eduardo Pimentel.

O prefeito em exercício, Eduardo Pimentel, assinou nesta terça-feira (25/4) os termos de autorização para a publicação da fase final de editais de licitação para obras do Projeto do Novo Inter 2, de evolução do transporte público.

As obras fazem parte do Programa de Mobilidade Urbana Sustentável de Curitiba, que tem financiamento pelo Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID). O valor total do editais publicados em abril e dos próximos a entrar em concorrência é de R$ 863,7 milhões, que serão injetados no segmento de engenharia e construção civil paranaenses.


Os 11 editais incluem mais de 80 quilômetros de intervenções em infraestrutura viária para o aumento da capacidade e velocidade de operação da Linha Direta Inter 2 e do Interbairros II.


O mês de abril termina com a publicação da primeira fase das obras viárias, com terraplanagem, drenagem pluvial, pavimentação, sinalização vertical e horizontal, paisagismo, semaforização, iluminação, rede de distribuição aérea e de fibra ótica, para infraestrutura cicloviária e faixas exclusivas e preferenciais de transporte coletivo, além do miniterminal do Santa Quitéria. Estão previstas obras nos bairros Santa Quitéria, Vila Izabel, Campão da Imbuia, Xaxim, Boqueirão, Capão Raso, Mercês, Bom Retiro e Centro Cívico.


No último dia 20, foram publicados dois editais. Parte do Lote 2 que entra em licitação fica no Xaxim e vai promover obras em 5.700 metros em trechos das ruas das Perdizes, Andorinhas, Bortolo Gusso, Major Vicente de Castro e Maestro Francisco Antonello. Esse pacote tem orçamento de R$ 60,4 milhões para ser realizado.


No bairro Capão da Imbuia, estão concentradas as obras de parte do Lote 4, também publicado no dia 20 de abril. As intervenções somam 3.500 metros e serão feitas nas ruas Hayton da Silva Pereira, 21 de Junho, Osmário de Lima e Engenheiro Alberto Monteiro de Carvalho. Para esse conjunto, estão previstos recursos de R$ 76,4 milhões.


Entrega das propostas

A Prefeitura recebe as propostas de empresas ou consórcios para essas duas concorrências até às 8h30 do dia 7 de junho. Os envelopes devem ser entregues no Serviço de Protocolo da Secretaria Municipal de Obras Públicas (Smop), na Rua Emilio de Menezes, 450, no bairro São Francisco. Os envelopes serão abertos em sessão pública no auditório da Smop, nos mesmos local e data, a partir das 9h.


As documentações dos editais estão disponíveis no Portal da Transparência de Curitiba, no link Compras e Licitações, e também no site da Utag.


Próximos editais

Ainda nesta semana está prevista a publicação de outros dois editais de lotes de obras, somando mais 16 mil metros de intervenções nos bairros Xaxim, Boqueirão, Capão Raso, Mercês, Bom Retiro e Centro Cívico, com mais de R$ 152 milhões em investimentos.


Para o mês de maio, serão outros seis editais, que concluem os pacotes de obras do Inter 2. Somente essa segunda fase soma mais de 41 km de obras em bairros como Portão, Campina do Siqueira, Xaxim, Bairro Alto, Mercês, Hauer e Boqueirão. Além da requalificação viária, estão previstas obras de arte, como o viaduto na divisa com o município de Pinhais, e a estação Xaxim. Nesse conjunto, são mais R$ 474 milhões em investimentos na mobilidade urbana da capital.


Editais em andamento

O Projeto Inter 2 ainda tem em andamento a licitação de parte do Lote 1 de obras, que somam 14 mil metros de requalificação viária nos bairros Santa Quitéria e Vila Izabel.


Orçado em R$ 90,6 milhões, o edital contempla obras de terraplanagem, drenagem pluvial, pavimentação, sinalização vertical e horizontal, paisagismo, semaforização, iluminação, rede de distribuição aérea e de fibra ótica, para infraestrututa cicloviária e faixas exclusivas e preferenciais de transporte coletivo.


As propostas dessa concorrência devem ser entregues até dia 17 de maio, no Serviço de Protocolo da Smop.



Fonte: PMC

Foto Daniel Castellano / SMCS

7 visualizações0 comentário
bottom of page