top of page
  • Foto do escritorJornal do Juvevê

O HOMEM QUE O MUNDO ESQUECEU


Consuma-me

pela última vez

com a justa razão

que tem um freguês

neste mundo caduco

em que cada vez mais

ninguém tem vez

- tanto fez tanto faz...


Salve-me

pela última vez

com a vossa santidade

de quem faz caridade

sem pensar em talvez

ou mesmo em milagre,

ainda que toda manhã

brote em nossa face

a morte como irmã...


Anoiteça-me

pela última vez

como um sonho bom

de um amor adolescente

que surge de repente

e sem razão

quando se perde o chão

ao tatearmos estrelas

em uma constelação

de incertezas...


(Igor Veiga / PERIGOR)

24 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page