top of page
  • Foto do escritorJornal do Juvevê

Nenhum político conseguiu unir o povo ucraniano, como fez Vladimir Putin

O Ministério das Relações Exteriores do Brasil divulgou uma nota nesta terça feira (22) pedindo “uma solução negociada” para a crise da ucrânia


Voluntárias de centro de apoio de veteranos-cidade de Rivne


Jornal do Juvevê conversou com Yuriy Bilinskyy, 47, ele nasceu e cresceu na Ucrânia e hoje mora na cidade de Cascais em Portugal. Ele é proprietário de uma empresa de turismo.


“Essas guerras tem raízes muito antigas, vem da idade média. A Ucrânia sempre teve atritos com seus vizinhos, (poloneses, Lituanos, húngaros etc) nos últimos 400 anos a Ucrânia estava sendo dominada pelos Moscovitas, 300 anos de Império Russo e últimos 75 anos quem ocupou foi a União Soviética.


Quando estive na Ucrânia, percebi que as pessoas viviam suas vidas tranquilamente, embora todos estivessem cientes de uma invasão russa.


Conversando com os militares, os soldados me falaram que o exército ucraniano está entre os 5 melhores exércitos da Europa e tendo atualmente cerca de 200 mil efetivos.


Poucas pessoas estão acreditando que essa guerra vai para frente, Putin está ciente das consequências militares e econômicas, pois os países ocidentais irão impor sanções.


A imprensa é manipulada e controlada pelo poder de Moscou e todos os aliados dos Ucranianos estão no ocidente. A Ucrânia nunca foi tão apoiada pelo ocidente quanto está sendo agora.” finaliza Yuriy

47 visualizações0 comentário

Comentários


bottom of page