top of page
  • Foto do escritorJornal do Juvevê

MULHERES NA POLÍTICA: projeto tem o intuito de fortalecer a presença feminina na política


Valorizar a meritocracia, incentivar a participação política de forma democrática junto com a igualdade de oportunidades e identificar competências de habilidades são algumas atitudes que o Partido Novo desenvolve e têm chamado a atenção do público feminino. Em virtude disso, foi criado o programa, Mulheres pelo Novo.

Nessa linha, o partido fundado em 2011, tem sido referência em resultados efetivos na participação da mulher no processo eleitoral.


Em Curitiba, maior colégio eleitoral do Estado, Indiara Barbosa (Novo) obteve mais de 12 mil votos nas eleições de 2020. Além de se tornar a vereadora com mais preferências entre os eleitores, foi a primeira mulher a alcançar esse prestígio na capital. Outro destaque do partido é Amália Tortato, que ocupa a segunda cadeira na Câmara de Vereadores da cidade.


Elis Domingues é mobilizadora do Novo Mulheres Curitiba. Ingressou na política em 2022 e escolheu o Novo. Segundo ela, o partido faz um processo para selecionar seus candidatos, por meio de nivelamento ideológico. “Quem escolhe o Novo é a mulher e não o contrário. Nesses dois anos, ouvi muitos relatos e o mais comum, entre as mulheres, é afirmar que outros partidos procuram o público feminino e oferecem valores e estrutura para a participação. Sendo que nem sempre são cumpridos. Durante esses dois anos na política, é cada vez mais claro para mim o quão importante é incluir mulheres para atingir um equilíbrio de gêneros. Na verdade, é questão de respeito a todos”, finaliza.


Já no interior do estado, Adriana Garcia, 37 anos, filiada ao partido há quase sete anos e atualmente vice-presidente da Comissão Provisória em Cascavel e Embaixadora do programa Mulheres pelo Novo no estado do Paraná, acrescenta: "A participação das mulheres na política é essencial para garantir a representatividade e a diversidade de perspectivas na tomada de decisões, para que nossas vozes sejam ouvidas e nossos direitos respeitados. As mulheres trazem experiências únicas e uma visão diferenciada para os debates políticos, contribuindo para a formulação de políticas mais inclusivas e eficazes".

O programa Mulheres pelo Novo tem sido um instrumento institucional com o intuito de ampliar esses números de forma qualificada. "No Novo, as mulheres são incentivadas a participar ativamente da política com base em suas competências técnicas e habilidades, e não apenas por quotas ou razões de imagem", destaca Adriana, citando o fato de o Novo possuir o maior número de mulheres eleitas: 25%.


O trabalho do "Mulheres pelo Novo" no Paraná tem se concentrado em promover a participação feminina na política, fornecendo apoio, capacitação e incentivo para que mais mulheres se envolvam no processo político, seja como candidatas, apoiadoras ou eleitoras informadas. Também são promovidos eventos como almoços, cafés e happy hour para engajar e fortalecer o grupo em todo o Estado.

No âmbito nacional, em 2022, a Câmara Federal chegou a 17,7% de mulheres: 91 deputadas eleitas (de 513 deputados). No Novo, esse número foi 33,3%, bem acima da média.


A jornalista e apresentadora, Carla Cecato, é embaixadora do Mulheres pelo Novo. Em 2019, ela foi eleita como a jornalista de maior credibilidade do país por voto popular na internet. Personalidade marcante no Novo pelo carisma e inteligência.

Vale lembrar que dos oito finalistas da categoria de melhor vereador do ano, premiação realizada pelo Boletim da Liberdade, sete são do Novo. Desses sete, seis são mulheres.

As interessadas em saber mais sobre o programa Mulheres pelo Novo em Curitiba e Região podem fazer contato pelo e-mail: mulherespelonovo@novo.org.br.


Texto: Carla Yabiko

(Foto: Divulgação)

68 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page