top of page
  • Foto do escritorJornal do Juvevê

Eduardo Pimentel vota para escolher conselheiros tutelares de Curitiba

“Hoje é um dia importante porque a gente pode escolher os conselheiros tutelares de Curitiba. É fundamental que a população compareça aos locais de votação e exerça esse direito que é de todos, por mais que o voto não seja obrigatório”, disse.

O prefeito em exercício, Eduardo Pimentel, foi cedo à Escola Municipal dos Vinhedos, neste domingo (1/10), para votar no processo de escolha dos conselheiros tutelares de Curitiba que exercerão o mandato na gestão 2024/2027. A eleição teve início às 8h e é realizada simultaneamente em outros nove locais de votação, um em cada regional da cidade, até as 17h.

Eduardo entrou na fila, apresentou o documento e votou. Antes ele cumprimentou e conversou com muitas das centenas de pessoas que também foram à escola, localizada na Regional Santa Felicidade, para escolha dos profissionais que têm a função de garantir direitos de crianças e adolescentes da capital.


Participação popular

O prefeito em exercício ressaltou ainda as atribuições dos conselheiros tutelares para a proteção das crianças e adolescentes, que ele considera o bem maior da cidade.


Assim como Eduardo Pimentel, Rosileni Aparecida Nogueira, 51 anos, também votou pela manhã, na Escola Municipal dos Vinhedos. Moradora do bairro Santa Felicidade, ela contou que essa foi a primeira vez que participa da eleição de conselheiro tutelar. “Nós temos que proteger as crianças, hoje está acontecendo muita coisa com elas, que são o futuro do país.


Por isso, é preciso escolher gente firme, forte e com decisões, para que as crianças possam ser protegidas”, disse.


Rosileni contou que ficou sabendo do processo de escolha pela imprensa. “Eu sabia da importância do conselheiro tutelar, mas até então não tinha conhecimento que existia essa eleição. Assim que eu vi a reportagem, decidi que todos os anos irei votar”, comentou a mulher que convenceu também o marido, Eduardo, a participar.


Antônia Martins Santos, 42 anos, também votou pela primeira vez para escolher conselheiros tutelares da Regional Santa Felicidade. “Vim porque acho muito importante, temos hoje muitas crianças e adolescentes sofrendo, com abusos, maus-tratos e tantas outras coisas absurdas que a gente nem fica sabendo. Tendo conselheiros que realmente se preocupem com eles já ajuda bastante”, comentou a mulher que tem três filhos, gêmeos de 23 anos e uma adolescente, de 14.


Eleição

Podem votar na eleição de conselheiro tutelar cidadãos com 16 anos ou mais e que possuam título de eleitor em situação regular. Cada eleitor poderá optar um único candidato para conselheiro, com a escolha sendo livre. O candidato deve pertencer à regional onde o cidadão reside e irá votar.


Para votar é preciso apresentar o Título de Eleitor físico, acompanhado de um documento com foto, ou apenas o e-Título, que também é considerado um documento de identificação.


Equipes estão em todos os locais para orientar as pessoas sobre documentação e seções. Todo o processo é acompanhado por representantes do Ministério Público e da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB).


Horário da votação

A eleição ocorre em dez locais, um em cada regional da cidade, das 8h às 17h. Há 298 seções de votação e todas as urnas estarão localizadas em escolas da rede municipal de ensino para facilitar o acesso da população interessada em votar, de acordo com a presidente do Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente de Curitiba (Comtiba), Cristiane Faria Honório e presidente da Comissão Eleitoral.


O processo usa urnas eletrônicas, cedidas pelo Tribunal Regional Eleitoral (TRE).

Em Curitiba, um total de 156 candidatos foram habilitados para o pleito, mas 154 participarão da disputa. Cada candidato possui um número que deverá ser digitado na urna eletrônica no momento da votação.


Os candidatos que concorrem às vagas de conselheiro tutelar nas regionais do Portão e Santa Felicidade tiveram seus números de eleição atualizados, adicionando o algarismo 5 aos números sorteados. A mudança aconteceu para ajuste ao sistema do TRE. Quem vota em uma dessas regionais precisa ficar atento na hora de digitar o número na urna eletrônica.

Endereços para votação


Regional Matriz

Escola Municipal Professor Brandão

Rua João Gualberto, 953 – Alto da Glória


Fonte: PMC

Foto: José Fernando Ogura/SMCS

4 visualizações0 comentário

Comentarios


bottom of page