top of page
  • Foto do escritorJornal do Juvevê

Cohab Curitiba formaliza Associação dos Catadores de Materiais Recicláveis Caximba


A Cohab (Companhia de Habitação Popular de Curitiba) realizou nesta terça-feira (27/2), no Escritório Local do Caximba (ELO), a Assembleia Geral para formalização da Associação dos Catadores de Materiais Recicláveis Caximba.


Foram eleitos, por voto simples e direto, seis membros da Diretoria Executiva e três integrantes do Conselho Fiscal, para compor o quadro social da organização. A escolha dos nomes ocorreu após a leitura e apresentação detalhada do estatuto legal aos catadores, famílias e integrantes da comunidade presentes.


Plano estratégico

A abertura da associação integra o Plano de Gestão de Risco Climático implantado pela Prefeitura de Curitiba no bairro da Caximba, na área da Vila 29 de outubro, onde serão reassentadas muitas famílias formadas também por catadores de material reciclável.


“Após a formalização, a associação vai futuramente integrar-se ao Programa Ecocidadão para a instalação posterior do barracão de reciclagem na comunidade, aquisição de equipamentos para produção e repasses dos materiais direto do programa Coleta Seletiva do município, para os catadores terem mais segurança e dignidade no trabalho”, explicou o técnico ambiental Henrique Nadolny Neto, durante a leitura do estatuto social.


Registro formal

Com a aprovação dos nomes do quadro social, o projeto será enviado à Cohab para o registro em cartório da Associação dos Catadores de Materiais Recicláveis Caximba.

Os catadores passarão ainda por encontros recorrentes de capacitação técnica sobre planejamento, segurança no trabalho, sustentabilidade e educação ambiental, de acordo com as demandas da nova entidade


Mais segurança

Eleita na Assembleia Geral, a presidente da Associação dos Catadores de Materiais Recicláveis Caximba, a recicladora Danielle Cristina Bernardo, acredita que a entidade vai garantir segurança legal (jurídica), possibilidades de financiamentos em projetos e condições mais apropriadas de trabalho para os catadores.


“Com a fundação e o ingresso no Programa Ecocidadão, vamos trabalhar com mais higiene, segurança e também vamos abrir caminhos para futuras doações. Além disso, os moradores com barracões em casa terão a possibilidade agora de trabalhar direto no local, sem precisar fazer mais coleta nas ruas, com apoio, segurança e mais capacitação”, disse.


Vantagens

Daniella fala com propriedade sobre as vantagens garantidas com a associação e a futura instalação do barracão de reciclagem no bairro Caximba. Ela faz parte do projeto Ecocidadão há dois anos na comunidade Terra Santa e reconhece os benefícios obtidos com a formalização do trabalho.


Ela também atua como recicladora e a coleta de materiais recicláveis desde criança, quando aprendeu o ofício com o pai. “Meu pai era pedreiro e quando não tinha obras pra fazer, ele fazia coleta nas ruas e sempre me levava junto”, contou.


Fonte: PMC

Foto: Rafael Silva

 

1 visualização0 comentário

Comentários


bottom of page