top of page
  • Foto do escritorJornal do Juvevê

Centro vivo

“Nós, da Associação Comercial do Paraná, estamos observando essa movimentação por se tratar de algo muito importante para o nosso comércio e população. Reativamos, recentemente, o Conselho do Centro Vivo em parceria com outros órgãos governamentais em busca de ações em diversos âmbitos, para fortalecer o nosso Centro e torná-lo uma referência. Estamos trabalhando em conjunto com a prefeitura, a Câmara Municipal, Universidades, entre outros órgãos para encontrar soluções. É um trabalho que está em fase inicial, levará tempo mas trará bons frutos.” - Antonio Gilberto Deggerone, Presidente da ACP

Falta de segurança, crise econômica, alugueis altos, aumento de moradores de rua no centro de Curitiba, essas são alguns fatores que estão fazendo com que os comerciantes saiam do centro da cidade.


Quando nós vamos para o centro de Curitiba, o que mais vemos são lojas fechadas, devido a todos esses

Foto: Lucilia Guimarães/ SMCS

problemas já mencionados e a tendencia é o comercio tomar rumo para os bairros.

Guilherme Rodrigues que é comerciante comentou: “A mudança de comportamento, hoje muitas pessoas trabalham Home Office, pessoas que moravam no bairro e iam trabalhar no centro hoje ficam trabalhando em casa, permanecem nos bairros.”


A designer gráfica Carolina Boschiroli declarou: “Lembro que antigamente eu ia pro centro "bater perna" comprar calcados, eletrodomésticos. Hoje vou raramente fazer coisas pontuais como consulta médica ou assuntos burocráticos.”


A Guarda Municipal de Curitiba realiza patrulhamento ostensivo preventivo em praças e órgãos públicos da cidade, enquanto também prestamos apoio às demais forças de segurança, sempre que necessário. Na região central, a Guarda Municipal também monitora câmeras de segurança conectadas à Muralha Digital. A corporação ainda participa de reuniões regulares com a Polícia Militar e demais forças, representantes da Associação Comercial do Paraná e da Administração Regional Matriz, visando desenvolver ações conjuntas na área de segurança.


Sabendo desses problemas a Associação Comercial do Paraná (ACP) em parceria com o Secovi-PR, estão promovendo o “Centro Vivo” que tem por objetivo revitalizar o centro de Curitiba, zelar pela urbanização, segurança e boas condições para o comércio e habitação do espaço.

Impulsionando economicamente os negócios de diferentes setores varejistas. Ao criar atrativos para a região, o programa procura transformar o centro da cidade em um local em que as pessoas queiram residir, encontrar-se, fazer suas compras e usufruir momentos de lazer, possibilitando, desse modo, um considerável crescimento na circulação de consumidores de bens e serviços e, consequentemente, o aumento no fluxo de capital e a geração de novos empregos e riqueza para a cidade.


Pimentel defende revitalização do Centro de Curitiba com reforço na segurança


O vice-prefeito Eduardo Pimentel defendeu, em reunião com comerciante nesta quinta-feira (23), a revitalização da área central de Curitiba com o reforço da segurança pública. “Eu vim aqui pra que a gente possa conversar, é uma troca de informações que ajuda nas nossas ações e avanços. Temos carinho especial pela região central de Curitiba. Vamos continuar investindo em sua revitalização”, disse ele.

Pimentel reforçou que o diálogo é muito importante para entender as demandas da região, dos moradores e do comércio. Além de ouvir as principais reivindicações dos lojistas, Pimentel também comentou sobre as melhorias que já foram PMCrealizadas na região com destaque

FOTO: PMC

para o programa rosto da cidade, criado pelo prefeito Rafael Greca.

O programa rosto da cidade, foi responsável pela pintura, limpeza e aplicação de resina antipichação em 142 imóveis, sendo 26 públicos e 116 particulares. Além da estética, com a execução de planos de iluminação pública, segurança, mobilidade e acessibilidade que a Rua Voluntários da Pátria, por exemplo.


Praças e memoriais de Curitiba também estão sendo revitalizados através do Rosto da Cidade. A Praça 19 de Dezembro, espaço no Centro tombado pelo Patrimônio Cultural do Paraná, foi toda renovada, passando por uma grande ação de limpeza de seus painéis, das estátuas e do obelisco de concreto armado com 30 metros de altura com o símbolo do Estado. Além disso, uma iluminação cênica em LED passou a valorizar os elementos arquitetônicos do espaço.

Diariamente e ininterruptamente, são lavados e esfregados com água e sabão em torno de 120 pontos espalhados pelo Centro. Os serviços de lavagem das ruas de Curitiba são rotineiros e estão previstos dentro dos contratos vigentes de limpeza pública.


Foto: Luciola Guimarães/ SMCS

24 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page